Do que é feito o encontro?” essa é a pergunta-flecha que tem inspirado a equipa de artistas locais a produzir esse livro-exposição de Arte Correio. Criando um catálogo de cartões-postais, que estão disponibilizados para download gratuito em alta qualidade – o livro estimula o público a corresponder-se, física ou digitalmente, e se posicionar como participante ativo, colaborando para a circulação das obras e, assim, promovendo para elas e para si encontros de outras naturezas diante do atual contexto pandêmico.

Sobre

Reproduzir vídeo

Durante os meses de janeiro e fevereiro de outro ano pandêmico, nos reunimos para experimentar e produzir. Tramamos uma teia virtual entre a Bahia e Minas Gerais para  compartilhar processos criativos, técnicas gráficas e leituras, performando possibilidades de encontros digitais e trocas no cenário da pandemia do Covid-19. Os nossos encontros foram regidos pelo desejo de aprender com as diferenças e construir discursos e ambientes pluridiversos. 

Essa publicação é também  um convite para experimentar formas de comunicação através da arte, uma presença física e afetuosa em um cenário de ausências, perdas e instabilidade. O momento presente nos leva a repensar o convívio; nos coloca atrás de telas; nos inclina às conexões oscilantes. A Arte Correio, por sua vez, instaura o tempo do encontro físico, da paciência, de uma comunicação mais lenta e afetiva – a caligrafia, o jeito, o contato, o cheiro, a imagem, a viagem do postal, o toque. 

As palavras e os gestos de Beatriz do Nascimento, Cidinha da Silva, Cristine Takuá, Sobunfu Somé, Ailton Krenak, Paulo Bruscky, Daniel Santiago, Horácio Zabala foram fios condutores deste processo. Elaboramos, a partir de encontros e desencontros, uma coleção de postais que você pode enviar, física ou digitalmente, promovendo outras naturezas de encontro.

Instruções

download

Primeiro, faça o download do arquivo .pdf disponível aqui na página e imprima seguindo as indicações descritas nele.

corte

Utilizando um régua e estilete, corte verticalmente as laterais do postal, tendo as marcas de corte como linhas-guia, sem ultrapassá-las.

processo

Em seguida, faça o mesmo com as laterais restantes, sempre guiando-se pelas marcas de corte;

finalização

Após finalizar o corte do postal, preencha com os dados de remetente e destinatário, adicione sua mensagem e envie para quem desejar encontrar.

Quem fez...

equipa

curadoras

oficineiros

colaboradores

realização

apoio financeiro